melodious expression

29 de janeiro de 2012


Nos últimos tempos conheci uma menina... 
Tenho vivido o dia a dia com ela, tenho conhecido cada fraqueza, cada sorriso, cada queda, cada sentimento dela, cada qualidade, cada defeito. Tenho visto o quanto ela gosta de um menino e a evolução disso, que a deixa imensas vezes feliz, bem e confiante, como noutras vezes a deixa em profunda mágoa e insegura. o que a faz chorar intensivamente por ele, com um sentimento de dor dentro de si. 
Ela muitas vezes fica sem saber o que fazer, tem medos obscuros, medos indescritíveis, algo que provém de um sentimento forte, de uma ligação especial, de um carinho diferente. 
Sei que ela deixou certas coisas por ele, para o poder amar sem limites, sem barreiras para a fazer desistir dele. porem existe uma coisa que ela não suporta e assim não consegue ultrapassar, as falhas dele, quando não lhe diz nada, quando ele a faz sentir a falta dele, quando ele a faz sentir mal por causa de outras meninas, isso é algo que lhe faz mal, que a destroça por dentro, é algo que ela não suporta; a dor. 
Eu disse-lhe ao ouvido para ela ter forças, para não se deixar rebaixar mais, disse-lhe para ela testar limites com ele e disse que ele não lhe dava o devido valor e que no dia em que ela o deixa-se, talvez ele se apercebe-se disso.
Ela hoje sentiu-se tão mal, tão triste, tão insegura, via-se nos olhos dela a sua tristeza, viu-se que as lágrimas eram sentidas. 
Eu perguntei-lhe o que ela queria e sentia por aquele pequeno rapaz e ela respondeu-me com um olhar que substituiu todas as palavras existentes. Li que havia um amor crescente, um futuro sonhador, uma felicidade cheia de altos e baixos, mas que de momento se resumia a fraqueza e tristeza, onde naquele momento estava perdido um caminho a dois e onde ela se preparava para partir sem ter certezas daquilo que estava a fazer, sem ter noção de estar correcto ou errado.

21 de janeiro de 2012

É diferente.

Tive em mente uma paisagem irreal da qual não fiz expectativas, simplesmente deixei andar, sem ter planos futuros. Ganhei confiança para deixar de ter segredos para ti, coragem para me deixar envolver numa ligação forte, soube distinguir a verdade e o bem do mal. Consegui conhecer e aceitar a pessoa que és, consegui lidar e gostar dos teus defeitos e qualidades.
Hoje deparo-me a pensar: "Ele é diferente, teve a capacidade de conquistar o meu coração, logo aí conquistou grande parte de mim.".  
Vivo o dia a dia com a necessidade de ter todos os dias um abraço teu, de ver o teu olhar, o teu sorriso, de poder sentir os teus braços à minha volta, como um acto de consolo, nas alturas que me sinto em baixo. 
O sentimento de saudade, é a segunda sensação mais forte dentro de mim, é aquilo que quando não suporto mais, reflecte-se no meu rosto, caindo lágrimas. 
O meu dia destaca-se bom, quando existe aquela tua presença mais intensa, como quando podemos considerar que estamos mesmo bem, são nesses dias que ninguém me consegue pôr mal, onde tudo à minha volta me faz sorrir. Mas quando o meu dia se destaca-se mal, é tudo diferente, é totalmente o inverso. 
Todos os dias enfrento uma luta, um medo novo, porém no meio de tantos medos, existe um que se distingue; distingue-se pelo seguinte facto, de eu ter medo de perder algo que não é meu, ou seja, tu! 
Sem eu ter a noção, tu consegues tocar mais fundo no meu coração. Isso é algo que me assusta, visto que a nossa relação pode não corresponder, um dia, ao sentimento que possuo dentro de mim. 
És tu que me dás a felicidade que vive dentro de mim, és tu a quem vou buscar forças, és tu que me dá o mundo, que me demonstra as coisas de uma maneira simples e bonita. Sem tirar nem pôr, és a base. 
Inúmeras vezes penso em pôr um ponto final nisto, pelos obstáculos que existem para desistir, contudo basta-me uma razão para não o fazer; o amor que sinto por ti.  
Com isto eu quero que percebas que és o rapaz mais maravilhoso, aquele que eu preciso e admiro. És a pessoa que eu amo e que quero a meu lado, onde possa construir algo sincero, especial, simples e duradouro!
amo-te.

10 de dezembro de 2011

'gangsta'

Sempre tive uma certa queda para ser 'gangsta'. Penso que é interessante a vida de uma pessoa assim, é algo fora da rotina habitual.
Fascino-me a ver filmes sobre danças, onde predomina o hip-hop  de rua. Ao ver, ponho-me a imaginar numa vida assim, a percorrer o perigo cada vez que participara num duelo entre duas crew's e da constante ocorrência de policias. Imagino que sejam vidas onde se vive de si próprio, onde se lute até ao fim para chegar ao topo sem qualquer tipo de ajudas, onde os rumos são diferentes, uns tornam-se justos e outros vão pelo pior caminho mas sempre sendo humildes à família! 
Sonho um dia estar em Nova Iorque, por uma daquelas avenidas com a minha crew, a dançar como nunca dancei hip-hop, a saber rappar fixe e ter uma vida muito activa com perigos e aventuras inacreditáveis!

Vem ser

Será que algum dia vamos estar assim? 
Eu estou a viver, a dar confiança, a aprender a confiar em ti a cem por cento, com calma e sem saber o que vai acontecer futuramente, espero pelo dia que te vou ver novamente, sem qualquer tipo de planos. 
Inúmeras vezes penso se alguma vez iremos estar assim, apesar de ainda não sentir o suficiente por ti, simplesmente aquele sentimento de fascínio que se designa por um sorriso enorme e olhos a brilhar quando me dizes algo bonito, ou por hábito me mostras músicas lindas que querem sempre dizer algo com a letra que têm, a importância de uma mensagem tua ou chamada no meu telemóvel e aquelas 'borboletas' na barriga, parecendo maravilhosas. 
Já te conheço à um bom tempo, mas nunca tivemos a relação que temos agora, que por ela é especial à sua maneira. Conquistas um pouco de mim dia para dia, não me perguntes como, pois é algo que não consigo obter resposta!
Contigo tenho medos, medos dos quais são normais por imensos factos e histórias, como te dares com imensas raparigas, visto que até é 'sorte' tu veres-me de uma maneira diferente das outras. Tenho receio que ao me dizeres certas coisas sejam só para seres querido, apesar de já me teres jurado que não é e que és sempre verdadeiro comigo, de ainda teres a atitude de à uns tempos atrás. 
Ponho a possibilidade de seres tu a conquistar o coração, de vir a ser feliz contigo, existindo algo realmente verdadeiro e diferente, contudo não ponho expectativas e não deixo que passe de uma mera paisagem irreal.  

"Um dia, vem ser o meu príncipe e eu fico a tua princesa" ,